NOME DURAÇÃO
Curso PHP
Abertura do Curso de PHP
Visão Geral do PHP
Ambiente de Desenvolvimento PHP
Servidor Web PHP
Como instalar o WAMP no Windows - Curso de PHP
Instalando PHPStorm no Windows
URL e Apache com PHP
Hello World em PHP
Executando Scripts PHP
TAG PHP
Montagem do HTML com PHP
Montagem do HTML com PHP II
Comentários em PHP
Definições da Linguagem PHP
Variáveis em PHP
Variáveis em PHP II
Nomenclatura de Variáveis em PHP
Operadores Aritméticos em PHP
Tipos de Dados do PHP
Módulo da Divisão em PHP
Tomada de Decisão em PHP
Tomada de Decisão - Estrutura else
Ambiente para Estudo PHP
Números Pares e Ímpares em PHP
A instrução elseif
Operadores Relacionais em PHP
Operadores Relacionais Parte II
Operadores Lógicos em PHP
Tela de Login e Senha com PHP
Introdução às Estruturas de Repetição em PHP
Instrução While em PHP
Introdução do-while em PHP
do-while - caso de uso com PHP
Script em Looping em PHP
Atribuição vs Comparação vs Identico em PHP
Operadores de Atribuição Compostos em PHP
Operadores de Incremento e Decremento em PHP
Estrutura de Repetição for do PHP
Estrutura de Repetição for do PHP (parte II)
Tabuada em PHP
Instrução break em PHP
Instrução continue em PHP
Operação Ternária em PHP
Operação Ternária em PHP (parte II)
Estrutura de Seleção Múltipla switch em PHP
Estrutura de Seleção Múltipla switch em PHP (parte II)
Precedência e Associatividade de Operadores em PHP
Constantes em PHP
Variáveis Variáveis em PHP
Introdução aos Arrays em PHP
Arrays Indexados em PHP
Definindo, Incluindo, Alterando e Excluindo elementos em PHP
Função range() em PHP
Iterando Arrays em PHP
Estrutura foreach em PHP
O foreach em PHP - Como usar?
Estrutura foreach - alterando valores internos
Arrays Associativos em PHP
Arrays Multidimensionais em PHP
Manipulação de Arrays em PHP
Introdução às Funções em PHP
Definindo parâmetros em PHP
Parâmetros default com PHP
Lista de Parâmetros em PHP
Lista de Parâmetros em PHP II
Funções variádicas em PHP
Retorno de Valores pela função em PHP
Funções e Escopo de Variáveis em PHP
Parâmetros por Referência em PHP
Parâmetros por Referência em PHP II
Parâmetros Tipados em PHP
Valores de retornos de funções tipados em PHP
Null Coalescing Operator em PHP
Operador SpaceShift em PHP
Importação: include() e require() do PHP
Introdução às Funções Anônimas em PHP
Escopo de nomes das funções anônimas em PHP
Funções Anônimas na Prática com PHP
Funções Anônimas e Arrays com PHP
Introdução às Strings em PHP
Aspas Duplas vs Aspas Simples em PHP
String Aspas Duplas em PHP
String heredoc e nowdoc em PHP
Funções para Manipulação de Strings em PHP
Introdução às Requisições Web em PHP
Método GET em PHP
Formulários HTML e PHP
Método POST com PHP
Variáveis superglobais do PHP
A Orientação a Objetos em PHP
Primeira Classe em PHP
Membros de Classe em PHP
Criação de Objetos em PHP
Acessando Membros de Classe em PHP
Implementando Comportamentos de Classe com PHP
Pseudo-variável $this em PHP
Gerenciando Atributos de Classe em PHP
Construtores em PHP
Construtores Personalizados em PHP
Destrutores em PHP
Encapsulamento em PHP
Encapsulamento em PHP (parte II)
Herança em PHP
Herança com PHP II
Modificadores de Acesso em PHP
Visibilidade das Funções em PHP
Funções Modificadoras em PHP
Sobrescrita de Funções em PHP

Nesta aula aprenderemos a diferença entre as funções include() e require() e estudaremos em quais situações devemos importar bibliotecas PHP com cada uma das funções.

INTRODUÇÃO

Os programas que fizemos até agora, possuiam apenas um arquivo de código. Trabalhamos dessa maneira para simplificar o estudo e maximizar a visualização do código que estávamos implemento. Porém, o comum, é que uma aplicação escrita em PHP possua vários, senão, centenas de arquivos com código PHP.

Dessa forma, temos de ser capazes de dizer que um arquivo em especifico deve ser aberto antes que a execução do arquivo que estamos desenvolvendo seja interpretado. Por exemplo, podemos ter um arquivo onde definimos uma grande quantidade de funções e, quando formos utilizar determinada função, tratamos de antes importar o arquivo em que a mesma foi definida.

A capacidade de trabalhar com múltiplos arquivos é a forma mais primitiva de modularização do código PHP. Dessa forma, podíamos separar conjuntos de funções em arquivos diferentes, o que acabava fragmentando o código e, acabava por modularizar os nossos programas.

IMPORTAÇÃO DE ARQUIVOS

Todo programa PHP é constituido por um conjunto de arquivos que contém código PHP, HTML, JS, CSS ou então, qualquer outra informação que deve ser processada no lado do servidor.

O PHP disponibiliza 4 funções para importação e cada uma desempenha uma tarefa especifica, logo, temos que conhecer todas as maneiras disponíveis de importação!

Podemos importar um arquivo PHP através da função include() ou então, require(). Cada uma dessas 2 funções, possui uma função auxiliar que evita a importação de um arquivo que já tenha sido importado anteriormente.

O problema em importar um arquivo que já está importado, é que as variáveis contidas no escopo desse arquivo serão resetadas, logo, todos os valores que tivermos em variáveis que estão definidas em outro arquivo serão perdidos. Isso é somente um dos problemas, é possível elucidar vários.

Então, é uma boa prática a utilização das funções "_once()", até porque, dessa maneira evitamos a importação de algo que já está carregado.

função include()

include(): inclui o arquivo passado como parâmetro. Se o arquivo não for encontrado, o PHP irá lançar um "warning", mas dará continuidade na execução.

include_once(): o funcionamento dessa função é igual ao da função include(), porém, o arquivo só será importado caso o mesmo ainda não tenha sido.

função require()

require(): a função require() importa arquivos, porém, caso o mesmo não seja encontrado, será levantado uma exceção e a execução é finalizada. Essa é uma maneira de interrompermos a execução dos scripts caso alguma anomalia ocorra.

require_once(): o funcionamento é igual ao da função require(), porém, um arquivo só será importado caso o mesmo ainda não tenha sido.

EXEMPLO FEITO EM AULA

#IMPORTANDO ARQUIVOS PHP

include('code.php');
include_once('code.php');

require('code.php');
require_once('code.php');

echo $teste . "\n";
$teste = 5;

require('code.php');

echo $teste . "\n";


Tags curso, php, importar, função, include, require, blog

Comentários

comments powered by Disqus