NOME DURAÇÃO
Curso PHP
Abertura do Curso de PHP
Visão Geral do PHP
Ambiente de Desenvolvimento PHP
Servidor Web PHP
Como instalar o WAMP no Windows - Curso de PHP
Instalando PHPStorm no Windows
URL e Apache com PHP
Hello World em PHP
Executando Scripts PHP
TAG PHP
Montagem do HTML com PHP
Montagem do HTML com PHP II
Comentários em PHP
Definições da Linguagem PHP
Variáveis em PHP
Variáveis em PHP II
Nomenclatura de Variáveis em PHP
Operadores Aritméticos em PHP
Tipos de Dados do PHP
Módulo da Divisão em PHP
Tomada de Decisão em PHP
Tomada de Decisão - Estrutura else
Ambiente para Estudo PHP
Números Pares e Ímpares em PHP
A instrução elseif
Operadores Relacionais em PHP
Operadores Relacionais Parte II
Operadores Lógicos em PHP
Tela de Login e Senha com PHP
Introdução às Estruturas de Repetição em PHP
Instrução While em PHP
Introdução do-while em PHP
do-while - caso de uso com PHP
Script em Looping em PHP
Atribuição vs Comparação vs Identico em PHP
Operadores de Atribuição Compostos em PHP
Operadores de Incremento e Decremento em PHP
Estrutura de Repetição for do PHP
Estrutura de Repetição for do PHP (parte II)
Tabuada em PHP
Instrução break em PHP
Instrução continue em PHP
Operação Ternária em PHP
Operação Ternária em PHP (parte II)
Estrutura de Seleção Múltipla switch em PHP
Estrutura de Seleção Múltipla switch em PHP (parte II)
Precedência e Associatividade de Operadores em PHP
Constantes em PHP
Variáveis Variáveis em PHP
Introdução aos Arrays em PHP
Arrays Indexados em PHP
Definindo, Incluindo, Alterando e Excluindo elementos em PHP
Função range() em PHP
Iterando Arrays em PHP
Estrutura foreach em PHP
O foreach em PHP - Como usar?
Estrutura foreach - alterando valores internos
Arrays Associativos em PHP
Arrays Multidimensionais em PHP
Manipulação de Arrays em PHP
Introdução às Funções em PHP
Definindo parâmetros em PHP
Parâmetros default com PHP
Lista de Parâmetros em PHP
Lista de Parâmetros em PHP II
Funções variádicas em PHP
Retorno de Valores pela função em PHP
Funções e Escopo de Variáveis em PHP
Parâmetros por Referência em PHP
Parâmetros por Referência em PHP II
Parâmetros Tipados em PHP
Valores de retornos de funções tipados em PHP
Null Coalescing Operator em PHP
Operador SpaceShift em PHP
Importação: include() e require() do PHP
Introdução às Funções Anônimas em PHP
Escopo de nomes das funções anônimas em PHP
Funções Anônimas na Prática com PHP
Funções Anônimas e Arrays com PHP
Introdução às Strings em PHP
Aspas Duplas vs Aspas Simples em PHP
String Aspas Duplas em PHP
String heredoc e nowdoc em PHP
Funções para Manipulação de Strings em PHP
Introdução às Requisições Web em PHP
Método GET em PHP
Formulários HTML e PHP
Método POST com PHP
Variáveis superglobais do PHP
A Orientação a Objetos em PHP
Primeira Classe em PHP
Membros de Classe em PHP
Criação de Objetos em PHP
Acessando Membros de Classe em PHP
Implementando Comportamentos de Classe com PHP
Pseudo-variável $this em PHP
Gerenciando Atributos de Classe em PHP
Construtores em PHP
Construtores Personalizados em PHP
Destrutores em PHP
Encapsulamento em PHP
Encapsulamento em PHP (parte II)
Herança em PHP
Herança com PHP II
Modificadores de Acesso em PHP
Visibilidade das Funções em PHP
Funções Modificadoras em PHP
Sobrescrita de Funções em PHP

Nesta aula daremos início ao estudo das variáveis em PHP. Inicialmente, aprendemos as definições fundamentais e também, praticaremos o que formos estudando a fim de melhor entender os conceitos.

O QUE É UMA VARIÁVEL?

Variável é um espaço de memória que foi reservado pelo nosso programa para que possamos guardar informações temporariamente.

O armazenamento é temporário porque utilizamos a memória RAM (Random Access Memory), que são memória rápidas, porém, só armazenam as informações enquanto estiverem recebendo energia.

Programas utilizam dezenas de variáveis, e a razão é simples: programas são construídos para manipular informações. As variáveis desempenham o papel de alocar um espaço de memória baseado no tipo de informação que será utilizado.

A maneira mais simples para manipularmos uma informação, é declarando uma variável e atribuindo a esta a informação que precisamos manipular.

Toda vez que um programa manipula uma informação, inicialmente ele carrega a informação para a memória RAM, através da declaração de uma variável e em seguida, da-se início ao processamento dessa informação.

Variáveis são as estruturas mais simples e rápidas que todas linguagens de programação disponibilizam. É uma estrutura simples e na maior parte das vezes, o seu funcionamento está encapsulado, isto é, o programador não sabe como que a informação é manipulada, este somente faz uso da variável.

COMO AS VARIÁVEIS FUNCIONAM?

Pense numa variável como um espaço físico identificado por um número que é reservado para o armazenamento temporário de informações. O número de espaço físico é substituido pelo nome que damos a nossa variável, até porque, é mais fácil para os usamos manipularem textos do que trabalhar com números abstratos e que não representam nada.

QUAL MEMÓRIA É UTILIZADA?

Utilizamos a memória RAM (Random Access Memory) que numa tradução livre seria: Memória de acesso aleatório. A memória RAM é a memória que armazena informações por espaços curto de tempo (armazenamento temporário) e para o seu funcionamento, necessita de energia elétrica constante, até porque, as informações são mantidas como caragas elétricas.

Quedas de energia ou a reinicialização do hardware ocasionam a remoção de qualquer informação contida na memória RAM de forma natural, isto é, sem energia, as cargas elétricas deixam de existir.

O QUE É UMA REFERÊNCIA?

Referência é o nome de qualquer variável. Se você conhece o sistema de identificação de computadores IP, você entende o que é uma variável na memória.

Um IP identifica um dispositivo dentro da rede TCP/IP. Como o ser humano tem dificuldade para memorizar números, optou-se por utilizar palavras, ou seja, URL. Assim, o site www.excript.com aponta para um IP e este possui o site da eXcript.

O nome que direciona a um IP é uma 'mascara', o nome que direciona a um número de uma região na memória é uma mascara que chamamos de referência.

QUANTAS VARIÁVEIS PODEMOS DECLARAR?

Não existe limitação quanto a quantidade de variáveis, o que é limitado, é a quantidade de espaço disponível de memória RAM.

Por isso, podemos armazenar um número infinito de variáveis e estas utilizarão uma quantidade mínima de 1 byte, logo, conseguimos estimar a quantidade de variáveis, isso se descontarmos o espaço que os outros programas e sistemas operacionais utilizam.

EXEMPLO FEITO EM AULA

$valor = "minha variavel";
echo $valor;

$num = 10;
echo $num;


Tags curso, php

Comentários

comments powered by Disqus