NOME DURAÇÃO
Curso de Python
Primeira Aula de Python
Como Instalar o Python no Windows
Características do Python
Recursos do Python
IDLE - Modo Interativo do Python
Instalando o PyCharm no Windows
Primeiro programa em Python
Comentários em Python
Indentação do código Python
Variáveis em Python
Características das Variáveis em Python
Nomenclatura das Variáveis em Python
Tipos de dados em Python
Variáveis do tipo Ponto Flutuante do Python
Entrada de Dados em Python
Operadores Aritméticos do Python
Módulo da Divisão em Python
Potenciação e Radiciação em Python
Operadores Relacionais do Python
Tomada de Decisão em Python
Estrutura if e else em Python
Depurando código Python
Operadores Relacionais Compostos do Python
Operadores Relacionais na Prática em Python
Operadores Lógicos em Python
Blocos de Instrução em Python
Blocos de Instrução em Python (Parte II)
Blocos de Instrução Python na Prática
Escopo de Nomes em Python
Estrutura de Atribuição Simples do Python
Atribuição Múltipla em Python
Operadores de Atribuição Compostos do Python
Atribuição Condicional em Python
Iteração em Python
Laços de Repetição do Python
Estrutura de repetição while em Python
A instrução for em Python
A função range() do Python
O for loop e a função range() do Python
Instrução break do Python
Instrução continue em Python
Estruturas de Dados Lista em Python
Lista, Pilha, Array, Set em Python
A classe list do Python
Classe list - Conceitos Avançados do Python
Funções da Classe list do Python
Iteração de Listas em Python
Fatiando Listas em Python
Incluindo, Alterando e Excluindo Elementos no Python
Ordenamento de Listas em Python
Quantidade de Itens em Python
Tuplas em Python
Operadores in e not in do Python
Operadores and, or e in do Python
Exemplo com Operador in em Python
Introdução às Strings em Python
Fatiando Strings com Python
Funções das Strings no Python
Comparação de Strings em Python
Iterando Strings em Python
Introdução aos Dicionários do Python
Dicionários na Prática com Python
Funções dos Dicionários no Python
Introdução às Funções em Python
Parâmetros de Função em Python
Parâmetros default em Python
Argumento de Função Nomeado vs Posicional em Python
Retornando Valores pelas Funções em Python

Nessa aula estudaremos os tipos de dados definidos pela linguagem Python, como também, as diferenças entre diferentes tipos. Por fim, veremos a diferença entre um o tipo do dado e o dado propriamente dito.

TIPOS

O tipo é uma forma de classificar as informação. As linguagens de programação normalmente trazem implementado o que é chamado de tipos primitivos, isto é, o tipo de dado mais genérico possível.

Toda informação que manipularemos será, por definição, de um tipo.

Na informática tudo é manipulado como sendo bits. Quando manipulamos letras estamos trabalhando também com bits, porém, numa camada acima. Então, vamos definir agora, que num primeiro momento, toda informação é de fato um caractere, seja ele uma letra, um número, um simbolo ou então, um caractere especial.

Assim, definimos num primeiro momento que tudo são caracteres.

String

Na programação String representa um conjunto de caracteres disposto numa determinada ordem. A partir de agora, todas as vezes em que falarmos o termo String, estaremos nos referindo a um conjunto de caracteres.

Numérico

Um segundo tipo de informação são os dados compostos por caracteres numéricos. Os números são dividos em 2 partes:

inteiros - chamados de integer ou int ponto flutuante - chamado de float ou double

Exemplos de informação

A título de exemplo, vamos citar alguns tipos de informação e em seguida, vamos definir o tipo de cada uma.

  • Nome - dado tipo String
  • Idade - dado tipo Integer
  • Conta bancária - dado composto por números, pontos e traços

As informações são classificadas devido ao fato de seguirem regras e estruturas iguais. Ou seja, um número de telefone possui uma regra para todo o território nacional, logo, é possível classificar esse tipo de dado, até porque, há uma regra que o define.

Atualmente, os números de telefones no estado de São Paulo contém 9 digitos, enquanto os demais estados e capitais utilizam somente 8 digitos. Essa é uma situação que já ocorreu há anos e voltou a acontecer. Por isso, devemos estar certos de que irá acontecer novamente no futuro. Assim, é prudente que nossos softwares sejam capazes de lidar com essa variáção, seja para o momento atual, seja para estarem preparados para futuras modificações.

Um outros exemplo que possibilita a classificação é o número das contas bancárias que, geralmente, é composto por números e um digito verificador. O nome das pessoas, normalmente, é constituído somente por letras. A idade das pessoas é representado por números inteiros. Datas são a junção de números com alguns caracteres especiais e assim por diante.

Digito verificar é aquele número contido no final, geralmente após um traço ou então, após um ponto. A função deste digito é proporcinar um meio para chegar se os digitos anteriores estão corretos, até porque, o digito verificador é obtido através de uma fórmula matemática que utiliza todos os números e no final, gera um digito de confirmação. Por exemplo, o CPF é composto de 9 digitos, mais 2 digitos verificador, por exemplo: ``CPF: 123.456.789-09``.

A última parte do CPF acima, no caso, o número 09 é o digito verificador e o mesmo foi obtido através de uma fórmula que utilizou todos os 9 digitos e resultou no digito verificador 09. Exemplos de informações que possuem digito verificador são: o número da conta corrente de alguns bancos, o CPF dentre outras informações.

Os tipos de dados são uma forma de classificação que facilita o processamento e a manipulação das informações.

TIPOS PRIMITIVOS

Tipo Primitivo são os tipos de dados mais simples, isto é, a informação em sua forma mais primitiva. Bons exemplos de valores primitivos são os caractere, os número, o valor True e False e etc. A documentação do Python não trata os tipos de dados elementares com a nomenclatura de Tipo Primitivo, mas sim chama-os de tipos built-ins, isto é, classes que estão definidas por padrão dentro da Máquina Virtual do Python e que representam determinado tipo de informação.

Nesse momento, chamaremos de Tipos Primitivos as informações em sua forma mais simples, porém, é importante saber que para o Python, não há tipo primitivos, mas sim, estruturas de dados que estão definidas, muitas vezes, dentro da própria Máquina Virtual do Python.

É normal que as linguagens de programação tenham um conjunto de tipos chamados de: tipos primitivos. Devemos pensar nessa classificação como sendo os tipos primários de informações, como por exemplo, o tipo numérico. Como sabemos, todo número é constituído por números. Dessa forma, o tipo numérico pode ser qualquer valor que seja composto por 1 ou mais caracteres numéricos. Dessa forma, isto é, tendo a certeza de que uma variável declarada como sendo do tipo numérico inteiro sempre terá um valor numérico válido, somos capazes de desenvolver funções especificas que manipulam esse tipo de dado de maneira muito mais eficiente e sem a necessidade de verificação se o tipo da informação contida em determinada variável é válido.

Da mesma forma, temos o tipo de dado que representa conjuntos de caracteres, que na programação, é comumente chamado de String e o Python o chama de str. As String são capazes de armazenar conjuntos de caracteres que estão dispostos numa determinada ordem. Todas as vezes que estivermos manipulando dados que contenha caracteres - o tipo mais primitivo, isto é, a maneira mais abstrata para representarmos caracteres - estaremos utilizando uma variável definida como sendo do tipo str.

O fato de o Python não trabalhar com tipo primitivos diretamente, deve-se ao fato de que em Python, tudo são objetos. Dessa forma, o que chamaríamos de primitivo é, em Python, representado como uma e toda informação será, um objeto propriamente dito. A seguir, temos a lista dos principais tipos built-ins da linguagem Python:

  • int - para números inteiros
  • str - para conjunto de caracteres
  • bool - armazena True ou False
  • list - para agrupar um conjunto de elementos
  • tupla - igual ao tipo list, porém, imutável
  • dic - para agrupar elementos que serão recuperados por uma chave

O Python fornece um conjunto de tipos básicos bastante amplo e que normalmente, atendem a maioria das necessidades. Cada tipo citado, possui um conjunto de funções e métodos que permitem manipularmos as informações, contidas na variável, de maneira bastante eficiente.

Sempre que formos criar um novo tipo de dados, acabaremos utilizando os tipos básicos da linguagem, como por exemplo, o tipo int, ou então, o tipo str e assim por diante.

DIFERENÇA ENTRE TIPO E VALOR

O valor é qualquer informação, seja um número, texto, música, vídeo e etc. O tipo por sua vez, é a estrutura da informação e a forma de classificarmos os dados.

Todo valor numérico deve ser capaz de ser somado a outro valor, ou então, subtraido. Da mesma forma que todo texto, deve ser capaz de ser concatenado a outro, isto é, ser juntado a outro conjunto de caracteres.

O tipo da informação deve ser pensado como uma forma de classificarmos as diferentes informações e assim, termos a disposição um conjunto de funções para tratarmos e modificarmos os valores.

É importante saber que somos capazes de criar novos tipos de dados a qualquer momento, e a programação orientada a objetos é, em sua definição mais primitiva, uma maneira de criarmos novos tipos abstratos e definirmos, na estrutura da classe, funções, métodos, verificações que busquem tratar valores que tenham uma mesma estrutura.

CONVERSÃO DE DADOS OU COERÇÃO DE TIPOS

Se as informações possuem tipos, logo, temos de ser capazes em converter um tipo de informação num outro tipo de dado. Essa ação de conversão é comumente chamada de Coerção de Tipos.

Linguagem tipada é aquela que permite a classificação das informações pelo uso de tipos de dados, por exemplo, o Python trata um conjunto de caracteres como sendo do tipo String, logo, o Python é uma linguagem tipada, no caso, uma linguagem dinamicamente tipada.

Se existem diferentes tipos de informação, temos de ser capazes de converter, por exemplo, um número para o tipo texto. Ou seja, a conversão de valores é essencial para que possamos trabalhar com informações tipadas, até porque, há diversas situações onde desejaremos manipular um número como sendo um texto.

Essa conversão é comumente chamada de Conversão de Dados ou então, Coerção de Tipos. É importante observar, que uma informação do tipo texto, pode ser constituida de letras e números, ou seja, o grupo de caracteres alfanuméricos. Então, um número pode ser representado como um texto, mas o contrário, nem sempre será possível.

Pra convertermos, por exemplo, um texto para o tipo numérico, devemos especificar o tipo a ser convertido e passarmos o valor através de parêntesis, como podemos ver a seguir:

tipo_a_ser_convertido( informação )

A seguir, declaramos uma variável de nome texto e atribuimos um valor numérico a mesma. Em seguida, declaramos outra variável, de nome num e atribuimos a esta o resultado da Coerção de Tipos. Isto é, dissemos que o valor da variável texto deve ser convertido num tipo numérico num = int(texto).

#coding: utf-8

texto = "10"
num = int(texto)

print( texto + str(10) )#o sinal de + concatena duas informações
print( num + 10 )#o sinal de + soma dois números

>>> 1010
>>> 20

No exemplo acima, podemos observar que a utilização do operador + funciona de maneira diferente conforme o tipo de dado que esteja sendo utilizado. Quando o sinal de adição estiver entre dois valores numéricos, estes serão somados. Quando o sinal adição estiver entre dois valores do tipo String, estes serão concatenados (juntados) e quando o sinal de adição estiver entre um valor do tipo numérico e do tipo String, uma exceção será levantada dizendo que não é possível utilizar o operador de adição entre tipos distintos.

PARA REFLETIR

Em Python, tudo é tratado como sendo um objeto, inclusive, o próprio código por nós escrito!

Linguagens como Java e C# também são fortemente orientada a objetos, porém, ambas possuem por exemplo, tipos de dados primitivos, o que não existe no Python.

O Python trata todo e qualquer valor como sendo um objeto. Se tivermos 2 variáveis que contenham o número 10, para o Python, ambas variáveis estarão apontando para um objeto na memória, cujo valor é 10. Dizer que uma variável contém um valor, é por definição da linguagem, um erro, até porque, os valores não estão armazenados numa posição determinada pela variável. Em Python, os dados são associados a variáveis, logo, variáveis que contenham um mesmo valor, na verdade, internamente o que haverá, é uma informação associadas a várias variáveis. Há um excelente artigo falando sobre a forma que o Python trata os tipos e as informações publicado pelo Luciano Ramalho.

Por fim, temos 4 tipos para classificação para os tipos de informações.

  • Tipos simples - constituidos por simples blocos, como int() e float()
  • Tipos de contêiner - objetos capazes de conter outros objetos
  • Tipos de código - objetos encapsuladores de elementos dos nosso programas
  • Tipos internos - tipos que serão utilizados durante a execução do nosso programa

No link a seguir há mais informações sobre os tipos de dados do Python.



Tags curso, python, tipos, tipo de dados, int, float, string, date, bool, str, blog

Comentários

comments powered by Disqus